Você sabia que a fotossíntese bacteriana não produz oxigênio? Conhece o processo da quimiossíntese? Não? Então revise Biologia para o Enem aqui!

Biologia Enem: As alternativas que os seres vivos encontraram ao longo da história evolutiva para se adaptarem aos diferentes habitats são simplesmente incríveis.

As bactérias, mesmo sendo extremamente simples e diminutas são especialistas em resistir às condições adversas do ambiente, adaptando-se e ocupando novos nichos ecológicos. Você sabia que elas realizam Fotossíntese?

Em meio à sua diversidade metabólica, dois meios de nutrição autotrófica se destacam nas bactérias: a quimiossíntese e a fotossíntese sem produção de oxigênio. Você conhece estes processos metabólicos? Não? Então revise Biologia com o Blog do Enem e conquiste sua tão sonhada vaga na universidade.

Entenda a Quimiossíntese:

O processo de Quimiossíntese ocorre quando certas bactérias que vivem no solo são capazes de produzir moléculas orgânicas energéticas sem utilizar a energia luminosa, como na fotossíntese realizada pelas cianobactérias. Ocorre o inverso em relação ao uso da energia luminosa, compreendeu?

Para isso, estas bactérias irão realizar o processo de quimiossíntese, no qual elas provocam a oxidação de substâncias inorgânicas como minerais presentes no solo ou na água (como amônia, enxofre, sais de ferro etc) e aproveitam a energia química liberada durante estas reações para fixar o carbono (proveniente do gás carbônico atmosférico) e sintetizar novas moléculas, como açúcares.

A partir destes açúcares estas bactérias podem ainda realizar outros processos metabólicos onde irão sintetizar outras moléculas orgânicas. Os processos quimiossintéticos podem estar relacionados a vários fenômenos naturais como a decomposição (bactérias que oxidam amônia para a quimiossíntese) e a participação no ciclo do nitrogênio (transformando nitrito em nitrado, um sal nitrogenado que as plantas conseguem absorver e é utilizado na síntese de proteínas).

 

Veja a equação a seguir que resume o processo da quimiossíntese:

1

Figura 1 (a seguir): Fotomicrografia de bactérias extremófilas que vivem nas fontes termais do Parque de Yellowstone, nos Estados Unidos. Estas bactérias autótrofas vivem em águas cuja temperatura atinge mais de 74ºC e realizam quimiossíntese pegando energia a partir da oxidação do ferro. Créditos da imagem: Look At Science / Universal Images Group

2

Veja a Fotossíntese sem produção de oxigênio:

Quando pensamos em fotossíntese, logo lembramos que um dos seus produtos é o oxigênio, certo? Afinal, sem o processo fotossintético, o oxigênio não completaria seu ciclo voltando para a atmosfera e, nós e os outros seres aeróbios, morreríamos sufocados.

Porém, em algumas espécies de bactérias autótrofas pode ocorrer o processo fotossintético um pouco diferente da fotossíntese que ocorre em cianobactérias e eucariontes, como protistas e plantas. Este processo diferenciado de fotossíntese ocorre em bactérias extremófilas (que vivem em condições extremas em que outros seres vivos não sobreviveriam), como as bactérias verdes sulfurosas e as púrpuras.

Durante esta fotossíntese, estas bactérias não utilizam água, mas sim gás sulfídrico (H2S), liberando enxofre em vez de oxigênio. Lembre-se de que durante a fotossíntese comum, o oxigênio gasoso liberado na fase clara é proveniente da fotólise da água.

Neste caso, como a água não é utilizada como reagente desta reação de fotossíntese, não será liberado oxigênio. Estas bactérias possuem clorofilas especiais chamadas de bacterioclorofilas que possuem composição diferente da clorofila das plantas. Veja a seguir a equação da quimiossíntese, da Fotossíntese bacteriana:

3

Veja a Figura 2 a seguir: Bactéria verde sulfurosa Chlorobium tepidum. Esta bactéria realiza fotossíntese e é uma bactéria termófila.

4

 


Exercícios sobre Fotossíntese e Quimiossíntese

01 – (UNIMONTES MG/2013)   Leia o texto.

“Já são dois anos! A estação das chuvas chega; as nuvens se formam, mas não deixam cair uma gota d.água. Estamos em Cabrobó, Pernambuco, a apenas 20 km das margens do rio São Francisco. A seca espalha suas vítimas na beira da estrada; o gado morto se incorporou à paisagem num tempo em que só os urubus conhecem fartura”

(Trecho de uma reportagem sobre as obras inacabadas da transposição do rio São Francisco, exibida pelo programa Fantástico da Rede Globo de Televisão.)

O cenário evidenciado no texto acima proporciona uma rica fonte de energia e de átomos de carbono para produção de moléculas orgânicas pelas bactérias. Considerando essa informação, o texto acima e o assunto abordado, analise as alternativas abaixo e assinale a que CORRESPONDE à classificação das bactérias que atuarão diretamente nesse contexto.

a) Quimioautotróficas – Nitrobactérias.

b) Quimio-heterotróficas – Saprofágicas.

c) Fotoautotróficas – Cianobactérias.

d) Fotoautotróficas – Sulfobactérias.

 

02 – (UECE/2012)   Pode-se afirmar corretamente, que o tipo de organismo procarionte que obtém energia por quimiossíntese a partir da energia geotérmica emanada nas profundezas oceânicas, onde a luz do sol não penetra é um(a)

a) protista.

b) arqueobactéria.

c) cianobactéria.

d) eubactéria.

 

03 – (EFEI MG/2003)   Pesquisas mostraram que diversos grupos de bactérias e fungos têm habilidade de degradar os componentes de petróleo. As bactérias denominadas hidrocarbonoclásticas fazem parte da microflora presente no solo, na água e no sedimento. Quando estes ambientes são expostos a marés negras, ocorre um fenômeno de adaptação ou aclimatação de certas populações de bactérias, que passam a reconhecer os componentes do óleo como fonte de carbono, iniciando o processo de degradação. Considerando que estas bactérias utilizam o petróleo como fonte de carbono e energia, pode-se afirmar que o tipo nutricional de tais microrganismos é:

a) Quimioheterotrofia.

b) Fotoautotrofia.

c) Quimioautotrofia.

d) Fotoheterotrofia.

 

04 – (UERJ/2000)  Em 1977, cientistas a bordo do submarino de pesquisa Alvin foram os primeiros a identificar, no oceano Pacífico, comunidades abissais vivendo em profundidades superiores a 2,5 km, formadas por grande número de seres, alguns, inclusive, de grande porte. Essas comunidades se desenvolvem em torno de fontes termais submersas, constituídas por fendas do crosta terrestre que liberam gases, onde a água do mar penetra e é aquecida.

A formação de matéria orgânica que mantém essas comunidades está associada ao processo de:

a) fotossíntese realizada por algas

b) quimiossíntese de bactérias autotróficas

c) síntese abiótíca com uso de energia térmica

d) sedimentação de excretas de seres da superfície

 

 

GABARITO:

1-B

2-B

3-A

4-B


Fonte: Blog do Enem: https://blogdoenem.com.br
Recent Posts

Leave a Comment