MEC vai encaminhar emails para os candidatos que não visualizaram os cartões de inscrição; provas serão aplicadas em 5 e 12 de novembro.

Sem-Título-1

 

Faltam apenas quatro dias para a primeira prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), no próximo domingo (5), e cerca de 30% dos inscritos ainda não verificaram o local onde farão a prova. A presidente do Inep, Maria Inês Fini, disse em entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira (1º) que o governo vai encaminhar emails para alertar os candidatos que ainda não visualizaram o cartão de confirmação de inscrição.

Até esta quarta, 70,39% do candidatos tinham acessado este cartão. A edição de 2017 do Enem tem 6.731.300 candidatos inscritos. As provas serão aplicadas no dias 5 e 12 de novembro.

O endereço do local de prova está disponível no “Cartão de Confirmação da Inscrição” na página https://enem.inep.gov.br/participante/. Para acessar o cartão, basta fornecer o número do CFP e a senha cadastrada na inscrição.

O documento informa o número de inscrição; a data, hora e local das provas; a opção de língua estrangeira escolhida e os atendimentos específicos e/ou especializados, caso tenham sido solicitados.

Redação e direitos humanos

O ministro da Educação, Mendonça Filho, recomendou aos candidatos do que, “como cautela”, respeitem os direitos humanos em sua prova de redação. “Não quero por dúvida na cabeça do jovem, das pessoas que estão inscritas no exame”, explicou Mendonça Filho.

Ele afirmou que o MEC e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) ainda não foram notificados sobre a decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), que na semana passada suspendeu o trecho do edital do Enem que determinava a anulação da prova que incluísse trechos com desrespeito aos direitos humanos em qualquer parte da redação. Até a manhã desta quarta-feira (1º), o acórdão da decisão ainda não havia sido publicado.

Medidas de segurança

Maria Inês Fini voltou a garantir, nesta quarta-feira, que todos os locais de prova terão detectores de metal. No fim de setembro, o Inep só tinha garantidos 35% dos detectores de metal que foram empregados na edição anterior do exame. “Conseguimos como medida administrativa alugar os detectores de metal e eles estarão nos locais”, afirmou a presidente do Inep. “Teremos essa fiscalização em 100% dos locais de participação.”

Neste ano, também, haverá um monitoramento especial de segurança para detectar o uso de pontos eletrônicos, impedindo possíveis tentativas de fraudes por parte de candidatos que tentam usar o equipamento para receber ajuda para responder às questões.

De acordo com Maria Inês, esse monitoramento será feito por meio do “rastramento de ondas magnéticas para detectar os pontos eletrônicos”, com o apoio da Polícia Federal, em diversos locais de prova que não serão anunciados.

Mais de meio milhão de funcionários

O Enem 2017 terá mais de 600 mil pessoas envolvidas na aplicação e transporte das provas. Veja abaixo os números divulgados pelo Inep nesta quarta:

Coordenadores estaduais: 54

Coordenadores municipais: 1.793

Coordenadores de locais de prova: 13.880

Assistentes de locais de prova: 22.020

Chefes de sala: 197.270

Aplicadores: 195.578

Aplicadores especializados: 12.784

Fiscais de banheiro: 67 mil

Agentes de segurança pública: 22.948

Certificadores da Rede Nacional de Certificadores (RNC): 40.406

Funcionários dos Correios envolvidos na distribuição: 12.434

Funcionários dos Correios envolvidos na logística reversa: 29 mil

Recent Posts

Leave a Comment